Anestesia Geral – dicas e cuidados com a Anestesia.

Método para acabar com a dor durante cirurgia

A anestesia geral nada mais é que um método para acabar com a dor, paralisar os músculos, abolir os reflexos, que deixa o paciente inconsciente durante o procedimento. Ao tomar uma anestesia geral o paciente fica incapaz de sentir ou reagir a qualquer estímulo do ambiente, sendo a técnica mais indicada de anestesia nas cirurgias complexas e de grande porte. A anestesia geral possui quatro fases: pré-medicação, indução, manutenção e recuperação.

A fase pré-medicação é feita para que o paciente chegue ao ato cirúrgico calmo e relaxado. É administrado um calmante, assim o paciente entra na sala menos estressado.

Na fase de indução administrado remédios por via intravenosa, um dos mais usados é o Propofol. Nesta fase o paciente está inconsciente podendo sentir alguma dor, por isso recebem algum analgésico mais forte.

Na fase de manutenção é quando as drogas administradas na fase de indução começam a perder o efeito, sendo necessário administrar mais remédio. A medicação pode ser feita via inalatória ou por via intravenosa. A via inalatória é a preferida. Os anestésicos são administrados através do tubo orotraqueal na forma de gás (vapores) junto com o oxigênio, sendo absorvidos pelos alvéolos do pulmão, passando rapidamente para a corrente sanguínea.

A quantidade necessária de anestesia depende do tipo de cirurgia. Uma cirurgia no estomago não usa a mesma quantidade de anestesia que um corte na pele. Conforme o procedimento cirúrgico avança, o anestesista procura deixar o paciente sempre com o mínimo possível de anestésicos. Uma anestesia muito profunda pode provocar hipotensões e desaceleração dos batimentos cardíacos, podendo diminuir demasiadamente a perfusão de sangue para os tecidos corporais.

O paciente começa a recuperar a consciência conforme os anestésicos são eliminados da circulação sanguínea. Lentamente o paciente volta a respirar por conta própria, volta a ter o controle dos reflexos das vias respiratórias e o tubo orotraqueal é retirado.

Toda e qualquer cirurgia tem riscos não importa se é ou não com anestesia geral ou local. Com a anestesia geral são raras as complicações, principalmente em pacientes saudáveis. Acontece alguns casos de ter complicações quando o paciente já possui uma doença grave como doenças cardíacas, renais, hepáticas ou pulmonares em estágio avançado, ou ainda por complicações da própria cirurgia, como hemorragias ou lesão/falência de órgãos vitais.



Artigos Relacionados:

  1. Cabelos Cacheados – Dicas e Cuidados
  2. Cuidados com a Pele no Verão – Dicas

Dicas sobre "Anestesia Geral – dicas e cuidados com a Anestesia. em seu email"

Digite seu email:
Tags: cuidados com anestesia geral,anestesia geral cuidados,cuidados anestesia geral,cuidados com a anestesia geral,anestesicos

Deixe um Comentário

© 2012 Dicas Grátis – Variedades e Notícias. Todos os direitos reservados - Política de Privacidade.
Site desenvolvido por Capital Matrix